dodouro press

CABRAL, José Maria de Alpoim de Cerqueira Borges

Nasceu na Casa da Rede, em Mesão Frio, em 2.6.1858 e faleceu em Lisboa, em 12.12.1916. Entre 1904 e 1905 foi ministro de Estado, segundo refere António Gonçalves Dias, na sua Monografia Simplificada da Misericórdia de Mesão Frio. Segundo a mesma fonte presidiu ao Partido Progressista Dissidente. Foi deputado pela l.a vez em 1883 e notabilizou se como tribuno de grandes dotes, virtude que é referida no romance "Os Maias", edição de 1888. Foi também jornalista distinto de O Dia, como redactor, altura em que era director numa homenagem que os seus conterrâneos lhe promoveram em 26.8.1898, inscrevendo numa placa que lhe ofereceram essa dedicatória. Nesse mesmo ano a freguesia de Sedielos que desde 1895 pertencera ao concelho de Mesão Frio, transitou para o concelho da Régua. Ele que em 1895 conseguira a anexação daquela freguesia a Mesão Frio, com vista à sobrevivência da comarca que ali havia sido criada, permitiu, por certo, o retorno, no ano da homenagem. Em 8.6.1911 a Santa Casa da Misericórdia aprovou um voto do provedor que esclarece melhor quem foi este ilustre Filho: "Foi aprovado um voto de sentimento pela morte do distinto oficial da armada portuguesa Sr. Bernardo de Alpoim Cerqueira Borges Cabral, neto de um antigo provedor desta Santa Casa e filho do Sr. Dr. José Maria de Alpoim, ilustre homem público e glória da nossa terra, como estadista parlamentar e escritor que tem enobrecido o seu nome na defesa das liberdades nacionais". Em 1923 foi inaugurada uma estátua ao mesmo cidadão, defronte dos Paços do Concelho no Largo que tomaria o nome da Av. Conselheiro Alpoim.

In i volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30 €