dodouro press

MACHADO, José Timóteo Montalvão

nasceu em Chaves, em 28.12.1892 e faleceu em Lisboa, em 13 de Abril de 1985. Licenciou se em Medicina, pela Faculdade de Medicina de Lisboa. Sempre cultivou a função médica, com a investigação histórica e o jornalismo. Especializou se em oftalmologia nos hospitais de Paris e, após ter regressado de França, abriu consultório em Chaves. Em França não esteve somente para estudar. Também esteve em serviço militar, na grande guerra, entre 1914 1918. Durante alguns anos foi Governador Civil de Vila Real, funções que cessou em 1934. Nessa altura ingressou na carreira sanitária, tendo sido Delegado de Saúde em Vila Real, no Porto e em Setúbal, até à sua aposentação. Publicou cerca de oito dezenas de obras e proferiu largas dezenas de palestras, conferências, colóquios, sobre os mais diversos assuntos. Em Fevereiro de 1983 foi agraciado pelo Presidente da República com a Medalha da Ordem de Santiago e mais tarde, em 21 de Setembro do mesmo ano, com a Medalha de Ouro da Cidade de Chaves. Foi sócio efectivo da Academia Portuguesa de História, da Associação dos Arqueólogos Portugueses e da Sociedade da Independência de Portugal. Foi director do jornal "Notícias de Trás os Montes", quinzenário Transmontano que se editou em Lisboa. Em 21 de Setembro de 1983 a Câmara de Chaves prestou lhe justa homenagem, consagrando o seu nome na toponímia local. Enunciamos alguns títulos das suas muitas obras: Advogado que introduziu a medicina legal em Portugal; Alguns aspectos da vida e obra de Ribeiro Sanches; Amores de D. Pedro e de D. Inês em Terras de Lourinhã, de Gaia e de Coimbra; Andanças do Ensino Médico na capital; Assistência Médica às populações rurais; Aula de Anatomia em Chaves; Causas de morte dos reis portugueses; Como e porquê se imprimiu em Chaves o primeiro livro de Língua Portuguesa; Como lia História de Portugal nos Homens, monumentos e paisagens do Brasil; Como nascem e morrem os Portugueses; Dom Afonso Primeiro Duque de Bragança; Houve envenenamento na Família Real Portuguesa? Igualdade demográfica dos sexos; Necessidade da Revisão Histórica: Notas demográficas sobre o distrito do Porto; Primeiros Passos na Agricultura; Quem livrou Pombal da Pena de Morte; II Centenário da instrução primária; Trás os Montes, perfil sociológico de uma província; Ultimo Combate na guerra da restauração na fronteira de Chaves; Uma curiosa carta régia de D. João lll,; Um Transmontano na fundação do ensino médio no Brasil; Sobre a Doença Azul (1918): Rega, Defesa e Enxugo da Veiga de Chaves (1944); O Liceu da Rua do Poço (1946): Como Nascem os Portugueses (1957): Quando a Vila de Setúbal foi elevada a Cidade (1960); Vultos Médicos de Setúbal (1961); A Aula de Anatomia e Cirurgia de Chaves (1962); Setúbal sob o Domínio Filipino (1962); Como Surgiu em Portugal a Primeira Sociedade de Arqueologia (1962); D. Afonso, 1. ° Duque de Bragança (1964); Andanças no Ensino Médico na Capital, em colab. com o Prof Costa Sacadura (1965); Amores de D. Pedro e D. Inês (1967); Dificuldades de Povoamento de Trás os Montes, durante a L° Dinastia, 1967; A Rainha D. Filipa de Lencastre no Mosteiro de Odivelas, 1968; Da Necessidade da Revisão Histórica, 1968; Amizade do Rei D. Fernando às Praças Fronteiriças, 1968; Um Trovador do Século XIX. Inácio Pizarro de Morais Sarmento, 1969; Dos Pizarros de Espanha aos do Portugal e Brasil, 1970; Perfil, Moral e Mental do Rei D. Manuel 1, 1971; O Rei D. Sebastião na Igreja dos Jerónimos, 1971; Novos Documentos sobre a Invasão de Junot, 1971.

A. de Montemor

In i volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30 €