dodouro press

Em 2009
04Out.2007 - Escolaridade obrigatória alargada para 12 anos
Conforme previsto no programa de Governo, a ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, anunciou o alargamento da escolaridade obrigatória para 12 anos, em 2009.
"Estamos a criar condições para que, dentro de dois anos, todos os jovens permaneçam na escola até aos 18 anos, prolongando o ensino obrigatório até ao 12.º ano", afirmou a governante, em declarações aos jornalistas, em Guimarães, no final de uma sessão que assinalou a abertura do ano escolar.
O acto, que decorreu no ginásio da escola secundária Francisco de Holanda, incluiu a entrega de 270 computadores portáteis a alunos e professores, uma iniciativa que se insere no chamado Plano Tecnológico. Durante a cerimónia, a Ministra disse que está a ser feita "uma revolução silenciosa nas escolas portuguesas", e que se traduz na introdução de mil cursos de cariz técnico-profissional e no regresso de milhares de alunos ao sistema de ensino. "Há em Portugal 500 mil jovens que não concluíram a escolaridade obrigatória ou que não terminaram o secundário", referiu, acentuando que a luta pela permanência dos jovens na escola e pela sua qualificação escolar e profissional é uma batalha decisiva para o país. "Temos de inverter a actual situação. Tem de ser a escola a ir buscar jovens ao mercado de trabalho e não o contrário", afirmou, frisando que, no passado, a escola secundária preparava alunos para o ensino superior, mas que hoje tem também de lhes poder oferecer a possibilidade de aprenderem uma profissão.
Mais de 1,6 milhões de alunos do pré-escolar ao secundário estão a regressar às aulas, iniciando o ano lectivo 2007/08, que regista pelo segundo ano consecutivo um aumento do número de estudantes matriculados.