dodouro press

12Out.2007 - Agente pediu dinheiro para perdoar multa
Uma condutora apanhada a falar ao telemóvel enquanto conduzia - infracção que pode ser punida com apreensão de carta - foi a responsável pela denúncia que levou à detenção, no Porto, de um agente da PSP que terá tentado extorquir-lhe cerca de uma centena de euros para perdoar a multa, cujo montante ascende aos 120 euros.
O agente, de 38 anos, a prestar serviço na esquadra da Foz do Douro, foi detido pela Polícia Judiciária e já interrogado por um juiz no Tribunal de Instrução Criminal do Porto, tendo sido libertado. O polícia deverá, no entanto, apresentar-se diariamente às autoridades, enquanto durar o inquérito.
Pouco depois de ter sido confrontada com a proposta de "negócio", a condutora entrou em contacto com a PJ que decidiu, com a sua colaboração, montar um a armadilha ao agente, combinando a entrega do dinheiro.
Assim, depois de a Judiciária anotar todas as características das notas que deveriam servir para pagar o "favor", a condutora dirigiu-se para o local do encontro, devidamente vigiada pelos inspectores da PJ. Pouco depois da entrega o polícia foi detido, quando ainda com as notas em seu poder.
Para além de responder pelo crime de corrupção, o agente em causa deverá ainda ser objecto de um processo disciplinar, que, a provarem-se os factos pelos quais está indiciado, poderá acarretar no limite a sua expulsão daquela força de segurança.