dodouro press

09Nov.2007 - Pousada de S. Gonçalo/Marão
Encerrou porque dava prejuizo

A Pousada de S. Gonçalo/Marão, em Amarante, encerrou às 24:00 de 31 de Outubro, tendo permanecido a funcionar apenas para os oito hóspedes que albergou na última noite de funcionamento. Todos os clientes que tentaram marcar alojamento no último dia de Outubro "deram com o nariz na porta" e com os dizeres ENCERRADA. O Grupo Pestana decidiu fechar o estabelecimento hoteleiro e entregar as chaves à Enatur – dona do estabelecimento – devido ao défice de exploração, uma vez que a pousada registou prejuízos em três anos consecutivos. Mais 12 postos de trabalho da pousada que passaram ao desemprego.  Além da pousada de Amarante, encerraram mais duas no país. A Enatur, segundo se sabe agora pretende vender a pousada – que sofreu uma importante remodelação em 2001 – estando a sua aquisição no mercado ao preço de um milhão de euros (200 mil contos). A pousada do Marão, um ex-libris da região, até pelo seu traço arquitectónico, foi inaugurada em 1942, tendo permanecido aberta ao público ininterruptamente ao longo de 65 anos. Era um prédio excelente para um lar da terceira idade e com uma situação priviligeada.