dodouro press

25Jan.2008 - Acidente perto de Valladolid causou a morte a quatro Portugueses
O forte nevoeiro é apontado como uma das causas do aciente que envolveu três veículos
Por volta das 05:27 horas (hora Portuguesa) da madrugada de 21 de Janeiro ocorreu um acidente de viação, perto de de Pollos (Valladolid, Espanha) ao Km 165 da A62 no sentido Espanha-Portugal,envolvendo três veículos, sendo que um deles era um táxi-carrinha de matrícula portuguesa, oriundo de Figueiró dos Vinhos. Sabe-se que, além do intenso nevoeiro que se fazia sentir e que poderá ter estado na origem deste acidente, a carrinha espanhola (registada em Salamanca) que viajava no sentido de Valladolid, invadiu a via contrária, embatendo no táxi-carrinha bege.
Deste trágico acidente resultou, então, a morte de quatro portugueses. Ao que foi possível apurar, três das vítimas portuguesas (dois irmãos de 34 e 37 anos de idade e o motorista de idade ainda desconhecida) pertenciam à região de Figueiró dos Vinhos e um outro, de 38 anos de idade, era natural de Sazes do Lorvão, pertença de Penacova, e viajavam numa carrinha de matrícula portuguesa, que se envolveu no acidente com uma viatura de matrícula espanhola e uma outra carrinah de matrícula francesa. Os restante três ocupantes da viatura portuguesa ficaram feridos (um em estado considerado muito grave e outro ferido com alguma gravidade). Aliás, um dos três trabalhadores portugueses (um jovem de 21 anos de idade) está internado em estado "muito grave" na unidade de cuidados intensivos do hospital de Valladolid, em virtude de ter sofrido um traumatismo torácico, um traumatismo cranio-encefálico e um fractura no fémur direito. O outro português, de 19 anos, encontra-se em estado grave no hospital de Medina del Campo, com um traumatismo torácico, fracturas num pé e ferimentos nas duas pernas. O terceiro português ferido no acidente, com 33 anos, está internado no hospital Universitário Rio Hortega, com prognóstico grave, sofrendo de um traumatismo cranio-facial.Fonte do Departamento Provincial de Tráfico de Valladolid informou que, além dos sete portugueses que viajavam na carrinha, ficaram também feridos os condutores dos outros dois veículos sinistrados.O Delegado do Governo de Castela e Leão, Miguel Alejo, confirmou que os mortos eram trabalhadores portugueses. Ao que tudo indica, os portugueses envolvidos neste acidente de viação vinham de França e regressavam a Portugal no táxi-carrinha quando aconteceu o fatal embate.No local do acidente estiveram várias equipas de emergência, que procederam aos trabalhos de desencarceramento e primeiros socorros, tendo transportado os sinistrados para várias unidades hospoitalares de Castela e Leão.