dodouro press

Guarda
Destruiu montras e multibancos de nove agências 
O autor da destruição de montras e caixas Multibanco de nove dependências bancárias da Guarda, ao início da noite de domingo, foi esta terça-feira internado na unidade de Psiquiatria do Hospital Sousa Martins, cujas instalações foram o primeiro alvo do seu pé-de-cabra.
Referenciado pela polícia, o indivíduo, cuja identidade não foi revelada, tinha recebido tratamentos naquele serviço durante algum tempo, "mas desapareceu, suspeitando-se que estivesse em França, com os pais", disse Fernando Girão, director do hospital.
Supostamente, um novo internamento terá ficado acordado com os pais, mas, em vez disso, o indivíduo resolveu vincar a sua recusa, partindo oito janelas e quatro portas da Psiquiatria. A PSP ainda foi chamada ao local, mas os polícias chegaram tarde e nada puderam fazer.
Até à zona da Guarda-Gare, o homem partiu montras, portas e danificou terminais de Multibanco em nove agências bancárias. Actos de vandalismo praticados entre a Praça Monsenhor Alves Brás, próximo do centro da cidade, e a Avenida de S. Miguel.