dodouro press

Abertura do Centro de Marcha e Corrida
é um projecto municipal dirigido a todos os caminhantes e corredores do concelho, com apoio e acompanhamento especializado. O Centro de Marcha e Corrida “Terras do Demo” abre dia 22 de novembro, em Moimenta da Beira. A cerimónia de abertura, pelo presidente da autarquia, José Eduardo Ferreira, está marcada para as 9h30, no pavilhão municipal da vila, e é aberta ao público em geral.
Trata-se de uma iniciativa conjunta da Federação Portuguesa de Atletismo e do Instituto Português do Desporto e Juventude que visa a promoção da prática da marcha e corrida, com uma forte preocupação de promover hábitos saudáveis de vida, com o adequado enquadramento técnico.
O projecto, já acreditado pelo Programa Nacional de Marcha e Corrida (PNMC), vai desenvolver-se num conjunto variado de instalações do concelho (pavilhão e estádio municipal, entre outras, que serão centros de apoio ao praticante e locais de percursos para marcha e corrida, etc.) onde os munícipes inscritos no PNMC poderão realizar a sua actividade física, usufruindo de instalações seguras e preparadas especificamente para o desenvolvimento de caminhadas e corridas, sempre com acompanhamento por parte de um técnico especializado, que ajudará cada praticante.
A filosofia do PNMC baseia-se no facto de serem oferecidas actividades para todos os níveis, estado de forma, género, idades e de todos poderem beneficiar destas práticas. Com a implementação deste programa no concelho de Moimenta da Beira, a autarquia pretende atingir prioritariamente os seguintes objectivos: Promover e incentivar a prática desportiva regular da sua população; Contribuir para a melhoria dos níveis de saúde através de uma prática desportiva regular muito eficaz na obtenção deste objectivo; Contribuir significativamente para um aumento do número de praticantes de marcha e corrida; Valorizar a imagem da prática da corrida de lazer e recreação, para que não esteja apenas relacionada com o rendimento desportivo; Envolver e desenvolver mecanismos de cooperação entre diferentes instituições (autarquias, organizações de provas, clubes, associações desportivas, escolas, entre outras) para um projecto no âmbito da prática da marcha e corrida; Combater os hábitos de sedentarismo; Aumentar as oportunidades de prática desportiva de toda a população; e desenvolver e reforçar junto das comunidades locais, um ambiente social encorajador de um estilo de vida activo.